domingo, 28 de abril de 2013

JUNIORES: EMPATE NO TERRENO DO S.C. NUN'ALVARES

O Desportivo empatou no terreno do SC Nun'Alvares a uma bola, na segunda jornada da Fase Final de Juniores "A". A equipa avense segue assim no terceiro posto da prova e recebe o líder Leixões B no próximo fim-de-semana.

(20/04/2013)Desp.Aves1 x 2Salgueiros
(27/04/2013)SC Nun´Alvares1 x 1 Desp. Aves
(04/05/2013)Desp.AvesxLeixões B
(11/05/2013)SalgueirosxDesp.Aves
(18/05/2013)Desp.AvesxSC Nun´Alvares
(25/05/2013)Leixões BxDesp.Aves

Ligações:

ROMEU RESISTE AO ASSÉDIO DOS PACENSES

Abram-se-lhes ou não as portas da Champions, os homens liderados por Paulo Fonseca têm lugar reservado na história do clube. 

E jogadores como André Leão, Josué ou Vítor dificilmente escaparão a propostas de milhões. Por isso, a nova época começou a ser preparada há muito. Romeu, do Aves, até já tem acordo.

Romeu com futuro ainda incerto

Aos 27 anos, o médio cruzou-se com o técnico do Paços de Ferreira na última época e a sua entrada nos quadros do clube da capital do móvel implica investimento zero, pois o seu contrato com o emblema da Vila das Aves expira precisamente no final desta campanha.

Reconhecidamente um dos futebolistas mais interessantes da Segunda Liga, Romeu tem tudo para se assumir como alternativa a André Leão e esse foi argumento de peso na hora de Paulo Fonseca o colocar na lista de reforços dos pacenses para a edição 2013/2014 da Liga.

O negócio é tão vantajoso que outros clubes da Liga, com o Estoril à cabeça, tentaram, nos últimos dias, desviar Romeu da rota dos castores, oferecendo-lhe propostas aparentemente bem tentadoras.

Ligações:

DESP.AVES - SPORTING B, 1-1

O Desportivo das Aves e o Sporting B "anularam-se" este sábado, num empate a um golo mais penalizador para os objetivos da formação nortenha na II Liga, no encontro de abertura da 38.ª jornada.

Os golos surgiram no segundo tempo, com Nii Plange, aos 60 minutos, a colocar o Sporting B em vantagem e Renato Reis a responder, três minutos depois, repondo a igualdade num jogo que teve poucos motivos de interesse.


Pedro Mendes e Dally. Fotografia de Miguel Ângelo Pereira

O avançado marfinense Dally criou a única oportunidade de golo da primeira parte, aos 10 minutos, após uma arrancada pela esquerda, mas o sportinguista Juary impediu que a bola chegasse a Renato Reis. O Sporting B melhorou na segunda parte, a jogar a favor do vento, e Nii Plange deixou o aviso aos 47 minutos, num remate que passou perto da baliza de Marafona, antecipando o golo, aos 60, que marcou, na pequena área, após trabalho de Gael na esquerda.

Os locais, sem vencerem desde 30 de março (vitória por 2-0, frente ao Sporting de Braga B), reagiram bem à desvantagem e três minutos depois, aos 63', Dally executou um lançamento lateral da esquerda e, na área, Renato Reis beneficiou de alguma passividade da defensiva do Sporting B para "fuzilar" Luís Ribeiro. Este golo teve o efeito contrário ao desejado pelo Aves, ainda na corrida pelos primeiros lugares da classificação, servindo para acalmar um jogo que nunca conheceu grandes momentos.

E seria mesmo a formação "leonina" a ficar mais perto de marcar, num cabeceamento de Rubio (71 minutos) e num remate de Zezinho (72) travado por Marafona. Com este empate, o Sporting B segurou à condição o quarto lugar, com 59 pontos, podendo ser ultrapassado pela Oliveirense (joga domingo em Portimão), enquanto o Desportivo das Aves passou a contar 56 e atrasou-se na luta pelos primeiros lugares.

Jogo no Estádio do Clube Desportivo das Aves, na Vila das Aves
Aves-Sporting B, 1-1
Marcadores: 0-1, Nii Plange, 60 minutos. 1-1, Renato Reis, 63
Aves: Marafona, Leandro, João Paulo, Élvis, Mamadu, Tito, Lourenço (Binaia, 59), Renato Reis, Vasco Matos (Romeu, 75), Renato Santos (Pedro Pereira, 89) e Dally
Suplentes: Rui Faria, Romaric, Romeu, Binaia, Pedro Pereira, Diogo Ribeiro e Tiago Cintra
Treinador: Manuel Gomes "Neca"
Sporting B: Luís Ribeiro, Mauro Riquicho, Juary, Pedro Mendes (Mica, 77), King (Daniel Podence, 82), Kikas, Zezinho, Gael, Ricardo Esgaio, Nii Plange e Diego Rubio
Suplentes: Victor Golas, Ricardo Tavares, Mica, Júlio Alves, Luiz Cortez, Francisco Geraldes e Daniel Podence
Treinador: José Dominguez
Árbitro: Hugo Pacheco (Porto)
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Lourenço (25), Ricardo Esgaio (45), Tito (61), Dally (80) e Mica (87)
Assistência: Cerca de 1.000 espetadores

Ligações:
RECORD - Aves-Sporting B, 1-1: Empate penaliza anfitriões
ZEROZERO - Álbum de Fotografias

sexta-feira, 26 de abril de 2013

PONTO DA SITUAÇÃO: FUTSAL SÉNIOR

No passado fim-de-semana a equipa de Futsal do Desportivo conseguiu uma importante vitória na luta pela manutenção na II Divisão Nacional de Futsal. A equipa deslocou-se a Vale de Cambra onde conseguiu a vitória por 4-2. De referir que neste jogo contou com o apoio da Força Avense e mais alguns adeptos avenses. 


A equipa de Futsal Senior encontra-se no 13º lugar (posição de descida) e faltam 3 jogos para o final do campeonato, sendo que 2 deles são em casa, sendo de extrema importância o apoio de todos os Avenses a esta equipa. Os jogos que faltam são os seguintes:

(04/05/2013) Desp.Aves x GDR Lameirinhas
(18/05/2013) Viseu 2001 x Desp. Aves
(25/05/2013) Desp.Aves x Boavista

Pode conferir a tabela da classificação aqui: LINK.

domingo, 21 de abril de 2013

EMPATE A ZERO FRENTE AO VITÓRIA B

Fotografia: Pedro Benavente/zerozero

"Vitória de Guimarães B e Desportivo das Aves empataram este domingo a zero, em jogo da 37.ª jornada da 2.ª Liga que deixou ambas as equipas mais longe dos objetivos, manutenção e promoção à I Liga, respetivamente.

O início da partida mostrou o Vitória de Guimarães B a fazer uso da circulação para dominar o adversário, sem, no entanto, criar ocasiões para inaugurar o marcador. O Desportivo das Aves não tardou a equilibrar a partida, e as bolas paradas cobradas por Mamadu levaram muito perigo para a baliza vitoriana: Assis evitou o golo, aos nove minutos, e Bruno Alves quase fez autogolo, aos 20.

Ambas as equipas impuseram um ritmo baixo durante o primeiro tempo, e a monotonia foi apenas quebrada, quando Índio, após passe de Barrientos, rematou por cima, quando tinha a baliza aberta pela frente (44).

A intensidade de jogo aumentou na segunda parte, com os vimaranenses melhor na partida, e Marafona impediu que uma bola rematada por Hernâni entrasse no ângulo superior da baliza (65 minutos). A turma avense nunca deixou de ser perigosa e as entradas de Diogo Ribeiro e Dally trouxeram-lhe ainda mais ímpeto.

O avançado costa-marfinense, após lance individual, proporcionou uma excelente defesa a Assis (82), pelo que o "nulo" não se desfez. Os vimaranenses estão agora na última posição da II Liga, a 11 pontos das equipas imediatamente acima da zona de descida: Trofense e Marítimo B, com 38 pontos. Já o Desportivo das Aves soma 55 pontos e está no 6.º lugar, a 10 do segundo classificado, Arouca, quando faltam cinco jornadas para o fim da II Liga.

Jogo no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

Vitória de Guimarães B-Desportivo das Aves, 0-0.

Equipas:

Vitória de Guimarães B: Assis, Amorim, Josué, Kanú, Luís Rocha, Siaka Bamba, Bruno Alves (João Pedro, 67), Barrientos, Hernâni, Índio (Tomané, 63) e Tiago Almeida (Diogo Lamelas, 83).

Suplentes: André Pereira, Pedro Lemos, Rafael Vieira, João Pedro, Diogo Lamelas, Areias e Tomané.

Treinador: Armando Evangelista.

Desportivo das Aves: Marafona, Leandro, Romaric, Élvis, Mamadu, Tito, Vasco Rocha, Renato Reis (Dally, 78), Renato Santos (Lourenço, 90+2), Vasco Matos e Tiago Cintra (Diogo Ribeiro, 57).

Suplentes: Rui Faria, João Pedro, Adilson, Lourenço, Nuno Binaia, Diogo Ribeiro e Dally.

Treinador: Neca.

Árbitro: Renato Gonçalves (Guarda).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Vasco Rocha (36), Tiago Cintra (54), Kanú (59), João Pedro (78), Tomané (85) e Tito (90+3).

Assistência: cerca de 2.000 espetadores.

Ligações:

sábado, 20 de abril de 2013

FASE FINAL DOS JUNIORES COMEÇA HOJE

A fase final dos juniores que pode dar a subida de divisão ao Nacional começa já hoje (a esta hora já decorre o primeiro jogo).

Aqui fica o calendário da prova:

(20/04/2013) Desp.Aves 1 x 2 Salgueiros
(27/04/2013) SC Nun´Alvares x Desp. Aves
(04/05/2013) Desp.Aves x Leixões B
(11/05/2013) Salgueiros x Desp.Aves
(18/05/2013) Desp.Aves x SC Nun´Alvares
(25/05/2013) Leixões B x Desp.Aves


Ligações:
zerozero - Apuramento Campeão Juniores 12/13

quarta-feira, 17 de abril de 2013

RABIOLA NO TOPO DOS MARCADORES DA TAÇA DA LIGA

Rabiola foi o melhor marcador da Taça da Liga 2012/2013

A edição 2012/2013 da Taça da Liga terminou no passado fim-de-semana com a vitória do Sporting Clube de Braga, que venceu pela primeira vez esta competição.

Rabiola foi um dos três jogadores que terminou a competição com 5 golos marcados mas só disputou 4 partidas ao contrário de Josué (Paços de Ferreira), Porcellis (Santa Clara) e Fabrício (Sp. Covilhã), que disputaram 5. Dos 5 golos marcados, 4 deles foram marcados ao Trofense, na 1ª Jornada da prova.

Ao serviço do Sp. Braga B, o avançado contratado ao nosso Desportivo em Janeiro tem mostrado a sua veia goleadora, marcando 3 golos nas últimas 3 partidas da Liga de Honra e regressando assim ao pódio dos melhores marcadores da prova.

Ligações:

domingo, 14 de abril de 2013

DERROTA EM MATOSINHOS

in Record Online:

"O Leixões continua firme na luta pela subida de divisão, depois de ter vencido este domingo em casa o Desp .Aves, por 1-0, no encontro que fechou a 35.ª jornada da Segunda Liga. O ugandês Kizito foi o autor do golo que valeu ao Leixões manter-se a apenas três pontos do Arouca, que está em segundo lugar com 62 pontos, contra 59 dos leixonenses, que agora têm seis pontos de avanço sobre a Oliveirense e o Desp.Aves.

Num encontro que era para ser jogado à porta fechada, o Leixões entrou forte, lançou-se ao ataque, imprimiu velocidade ao seu futebol e criou alguns sobressaltos junto da baliza visitante, sem, contudo, construir situações claras de golo.

O Aves não se ficou e procurou sacudir a pressão ofensiva leixonense, o que deu origem a um jogo vivo e interessante durante os primeiros 20 minutos, mas que dificilmente podia ser mantido por muito tempo.

Diogo Ribeiro, para o Aves (16), e Luís Silva, para o Leixões (20), tentaram a sua sorte rematando à baliza adversária, mas sem a força e a direcção que ambos desejariam. Numa altura em que o encontro estava numa fase mais calma, o Leixões marcou. O lateral esquerdo Sequeira executou um cruzamento largo, Tiago Borges recolheu a bola cruzou e Kizito levou a melhor sobre um defensor avense, fazendo o 1-0.

A segunda parte teve pouco a ver com a primeira. Foi mais mal jogada, talvez porque o calor que se fez sentir hoje no Estádio do Mar foi retirando frescura física e aparentemente também lucidez às duas equipas. Ainda assim, o Aves esteve perto do golo num desvio de cabeça do recém-entrado Tiago Cintra, a que Rui Sacramento se opôs com uma defesa aparatosa.

A verdade, porém, é que a qualidade do jogo caiu muito e foi-se acentuou-se à medida que o encontro caminhou para o fim. Os nervos começaram também a apoderar-se dos jogadores das duas equipas e por isso sucederem-se os cartões amarelos na parte final para os dois lados, mas o Leixões foi o mais penalizado porque Calé acabou expulso, devido a acumulação de cartões amarelos, e deixou a sua equipa em inferioridade numérica durante um quarto de hora.

O Aves procurou aproveitar a situação, mas não conseguiu melhor do que alguns livres perigosos junto à área leixonense, dos quais, porém, nada resultou.

Foto Record Online
Leixões 1 - 0 Desportivo das Aves

Jogo no Estádio do Mar, em Matosinhos

Ao intervalo: 1-0

Marcadores:
1-0, Kizito, 39 minutos

Equipas:

Leixões: Rui Sacramento, Gonçalo Graça, Fábio Santos, Zé Pedro, Sequeira, Moedas, Kizito (Hernâni 59'), Cadinha (Novais 85'), Luís Silva, Calé e Tiago Borges (Mailo 88')
Suplentes: Matos, Steven, Hernâni, Pedras, Zé Augusto, Mailo e Novais
Treinador: Pedro Correia

Desp. Aves: Marafona, Renato Reis, João Paulo, Romaric, Mamadu, Vasco Rocha, Tito, Renato Santos, Nuno Ribeiro (Vasco Matos 64'), João Pedro (Tiago Cintra 46') e Diogo Ribeiro
Suplentes: Rui Faria, Lourenço, Djibril, Vasco Matos, Jorginho, Elvis e Tiago Cintra
Treinador: Manuel Gomes (Neca)

Árbitro: Cosme Machado (Braga)

Ação disciplinar: cartão amarelo para João Paulo (62'), Calé (72' e 80'), Romaric (74'), Renato Santos (84'), Cadinha (85'), Luís Silva (86'), Vasco Rocha (90'+1)
Cartão vermelho para Calé (80'), por acumulação
Assistência: cerca de 2.000 espectadores

Ligações:

sábado, 13 de abril de 2013

sexta-feira, 12 de abril de 2013

O JOGO COM O D. AVES VAI SER À PORTA ABERTA



A receção do Leixões ao D. Aves, domingo, às 16 horas, a contar para a 35.ª jornada da Segunda Liga, afinal vai ser realizado à porta aberta.

O CJ puniu o Leixões com um jogo à porta fechada, alegando que alguns adeptos do clube tiveram comportamentos racistas face a um jogador do Belenenses, quando esta equipa visitou o Estádio do Mar, a 27 de outubro de 2012.

Em comunicado divulgado no site oficial da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), o organismo regista a receção da providência cautelar, que "tem por objeto a suspensão da sanção aplicada à Leixões Sport Clube, Futebol SAD, pelo acordão do Conselho de Justiça (CJ) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) de 4 de abril de 2013, de realização de um jogo à porta fechada".

O CJ da FPF aplicou ao Leixões a primeira pena em Portugal por comportamento racista dos adeptos, em incidentes ocorridos no jogo entre o Leixões e o Belenenses, da 11.ª jornada da 2.ª Liga, que foi disputado em 27 de outubro de 2012, em Matosinhos, e terminou com o empate a um golo.

O comunicado da LPFP recorre ao n.º 2 do artigo 128.º do Código do Processo dos Tribunais Administrativos (CPTA), no qual pode ler-se que "deve a autoridade que receba o duplicado impedir, com urgência, que os serviços competentes ou os interessados procedam ou continuem a proceder à execução do ato", para justificar a suspensão imediata da pena, que deveria ser cumprida no domingo.

"Nessa medida e durante a pendência daquele processo cautelar, não terá lugar a execução da sanção disciplinar de realização de um jogo à porta fechada aplicada à Leixões Sport Clube, Futebol SAD pelo CJ da FPF, por acórdão proferido em 4 de abril de 2013, sem prejuízo do que mais dispõe o aludido artigo 128.º do CPTA", conclui o comunicado da LPFP.

A sanção aplicada ao emblema de Matosinhos assentou na violação do artigo 113.º do Regulamento Disciplinar (RD) da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), que pune "comportamentos discriminatórios em função da raça, religião ou ideologia".

O referido articulado permite a punição "com a sanção de realização de jogos à porta fechada a fixar entre o mínimo de um e o máximo de três jogos e, acessoriamente, com a sanção de multa", aos "clubes que promovam, consintam ou tolerem a exibição de faixas, o cântico de 'slogans' racistas ou, em geral, com quaisquer comportamentos que atentem contra a dignidade humana em função da raça, língua, religião ou origem étnica".

A Comissão de Instrução e Inquéritos (CII) da LPFP tinha acusado o Leixões com base neste artigo, mas o Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) tinha recorrido ao artigo 187.º do RD da LPFP, que penaliza o "comportamento incorreto do público" apenas com uma multa. O recurso da CII a esta decisão foi aceite pelo CJ, que acabou por condenar o clube da 2.ª Liga a disputar um jogo à porta fechada, por comportamento racista dos adeptos.




domingo, 7 de abril de 2013

EMPATE A ZERO FRENTE AO PORTIMONENSE

C.D. Aves 0 - 0 Portimonense

in Record Online:
"O Desportivo das Aves e Portimonense empataram este domingo sem golos, num encontro da 34ª jornada da 2.ª Liga que ficou marcado pela expulsão de Quinaz, dos algarvios, ainda na primeira parte.

As equipas arrancaram o encontro a lutar de igual para igual, mas foram poucos os lances de perigo capazes de assustar os guarda-redes que, durante a primeira metade, quase se limitaram a assistir ao encontro.
Quase a terminar o primeiro tempo, Wakaso rematou com muita força, de fora da área, obrigando Marafona a uma defesa difícil.

Quinaz (Ex-Aves) foi expulso ainda na 1ª Parte.
Já em tempo de descontos, Quinaz, que já tinha visto um cartão amarelo, aos 16 minutos, simulou uma grande penalidade, e Olegário Benquerença mostrou o segundo e expulsou o jogador, deixando o Portimonense reduzido a 10 jogadores.

Depois do descanso, a equipa algarvia ainda tentou lutar contra a desvantagem numérica e, na verdade, nos minutos iniciais, essa tarefa foi bem conseguida. O Portimonense entrou com ritmo, apresentou-se rápido e capaz de surpreender a defesa do Aves. Para além disso, organizou-se a nível defensivo, dificultando a tarefa à equipa da casa. Novamente Wakaso, aos 51 minutos, atirou a bola à trave da baliza de Marafona.

Depois disso, o Desportivo das Aves foi subindo no terreno mas, quase sempre, sem criar problemas ao guarda-redes Ivo Gonçalves e, sobretudo, sem conseguir tirar partido do facto de estar a jogar com mais um jogador. Dally ainda fez o estádio vibrar quando, de cabeça, quase inaugurou o marcador para a equipa da casa mas, Ricardo Nascimento, em cima da linha do golo, tirou a bola no limite.

O Desportivo das Aves está na quarta posição, com 54 pontos, enquanto o Portimonense soma 50, na 11ª posição"

Jogo disputado no Estádio do Clube Desportivo das Aves, em Vila das Aves

Desportivo das Aves - Marafona, Leandro, João Paulo, Élvis (Romaric, 65), Mamadu, Tito (Tiago Cintra, 78), Lourenço (Dally, 37), Vasco Rocha, Renato Santos, Diogo Ribeiro e Renato Reis.
(Suplentes: Rui Faria, João Pedro, Romaric, Binaia, Jorginho, Dally, Tiago Cintra.)
Treinador: Professor Neca.

Portimonense - Ivo Gonçalves, Vítor Gonçalves, Ricardo Nascimento, Ruben Fernandes, Nelsinho, Wacaso, Anselmo (Gomis, 67), Zambujo, Fabrício, Simy (Márcio Madeira, 46) e Quinaz.
(Suplentes: Carlos Henriques, Patrizio Frau, González, Márcio Madeira, Luís Carlos, Gomis e Fábio Felício).

Treinador: Lázaro Oliveira.

Árbitro: Olegário Benquerença (Leira).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Quinaz (16 e 45), Vasco Rocha (56), Leandro (59), Gomis (78), Dally (81), Márcio Madeira (90+3). Cartão vermelho para Quinaz (45), por acumulação.

Assistência: Cerca de 800 espetadores.

Ligações:
zerozero - Ficha de Jogo

ALARGAMENTO E A LIGUILHA

Com a possível reintegração do Boavista na 1ª Liga (ainda dependente dos pressupostos financeiros) ficou também aberta mais uma vaga, para que a 1ª Liga mantenha um número par de equipas. A proposta da Liga prevê desta forma a realização de uma liguilha entre os dois últimos classificados da 1ª Liga e o 3º e 4º classificados da 2ª Liga, abrindo assim espaço para mais uma oportunidade de subida do Aves, que neste momento se encontra em 4º lugar.

A liguilha consistirá em duas eliminatórias, a primeira entre o 15º da 1ª Liga e o 4º da 2ªLiga e o 16º da 1ª Liga e o 3º da 2ªLiga, e a segunda entre os vencedores da primeira eliminatória, sendo que apenas o vencedor dessa "final" ficará na 1ª Liga. Se os campeonatos terminassem hoje, os jogos seriam Gil Vicente vs Aves, e Leixões vs Beira-Mar.

Foto retirada de Sic Noticias
Este método de promoção ainda está sujeito à aprovação da FPF que, relembramos, já na época passada tinha rejeitado o alargamento proposto pela liga, alegando o momento de crise económica. No entanto, o facto do Boavista estar agora "metido ao barulho" pode fazer com que a decisão seja favorável, que a confirmar-se seria uma excelente notícia para o Desportivo!

Ligações:
SAPO Desporto - Saiba como será a Liguilha
Expresso - FPF justifica chumbo de alargamento da Liga com crise

sexta-feira, 5 de abril de 2013

LEIXÕES - AVES À PORTA FECHADA

in Record:

"O Leixões vai defrontar à porta fechada o Desportivo das Aves, na 35.ª jornada da 2.ª Liga, depois de ter sido esta sexta-feira condenado por comportamento racista dos seus adeptos pelo Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol.

Fonte ligada ao processo disse à agência Lusa que o castigo fica a dever-se a incidentes ocorridos no jogo entre o Leixões e o Belenenses, da 11.ª jornada da 2.ª Liga, que foi disputado em 27 de Outubro de 2012, em Matosinhos, e terminou com o empate a um golo.
Foto retirada de http://leixoes-sc.blogspot.pt/
A decisão inédita em Portugal assenta na violação do artigo 113.º do Regulamento Disciplinar (RD) da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), que pune "comportamentos discriminatórios em função da raça, religião ou ideologia".

O referido articulado permite a punição "com a sanção de realização de jogos à porta fechada a fixar entre o mínimo de um e o máximo de três jogos e, acessoriamente, com a sanção de multa", aos "clubes que promovam, consintam ou tolerem a exibição de faixas, o cântico de 'slogans' racistas ou, em geral, com quaisquer comportamentos que atentem contra a dignidade humana em função da raça, língua, religião ou origem étnica".

A Comissão de Instrução e Inquéritos (CII) da LPFP tinha acusado o Leixões com base neste artigo, mas o Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) tinha recorrido ao artigo 187.º do RD da LPFP, que penaliza o "comportamento incorreto do público" apenas com uma multa.

O recurso da CII a esta decisão foi aceite pelo CJ, que acabou por condenar o clube da II Liga a disputar um jogo à porta fechada, por comportamento racista dos adeptos.

Após 33 jornadas, o Leixões ocupa o terceiro lugar na 2.ª Liga, com 54 pontos, menos cinco do que o Arouca, segundo classificado, e a 24 do Belenenses, líder isolado.

Até ao final do campeonato, o Leixões tem agendado cinco jogos como visitado, sendo o próximo na 35.ª jornada frente ao Desportivo das Aves, quarto classificado com 53 pontos, que será disputado no fim de semana de 13 e 14."

Ligações:

segunda-feira, 1 de abril de 2013

ALARGAMENTO DA LIGA EM DISCUSSÃO

1ª Liga poderá voltar a ter 18 clubes

"Os clubes irão votar na alteração ao regulamento que dita o número de equipas na primeira Liga, no próximo sábado.

A Comissão Executiva da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) vai propor, no próximo sábado, em assembleia geral extraordinária, medidas que possibilitem incluir Boavista na primeira Liga já a partir da época 2013/14.

Segundo o comunicado emitido pelo sítio oficial da Liga, nesta segunda-feira, os clubes serão convidados a votar a alteração da redação do número 1 do artigo 94 do Regulamento de Competições, que se refere especificamente ao número de clubes na primeira divisão do futebol nacional (16).

A decisão do Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), a 21 de fevereiro, revogou todos os procedimentos que conduziram o Boavista à descida de divisão, razão pela qual a reunião magna de clubes irá apreciar e deliberar uma proposta da Comissão Executiva da Liga, liderada por Mário Figueiredo.

A Comissão Executiva da LPFP ainda não revelou publicamente quais as propostas que farão aos associados, mas o alargamento da primeira Liga para 18 clubes é uma séria hipótese, tanto que esse foi um dos trunfos apresentados por Mário Figueiredo nas últimas eleições.

Resta saber se os clubes profissionais do futebol português reúnem os requisitos necessários para manter uma primeira Liga com 18 equipas, uma vez que já com 16 a maioria dos clubes acumula dívidas e salários em atraso, que estão a colocar em risco a inscrição de alguns clubes na época 2013/14." - DIÁRIO DE NOTÍCIAS

Ligações:
ABOLA - Clubes vão discutir alargamento da Liga
LPFP - Convocatória para Assembleia-Geral Ordinária
DN - Alargamento da Liga é hipótese para incluir Boavista